segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Se imagine aos oito anos de idade. O que você diria a si mesmo ?


Yaoi gente *-*, então hoje é o primeiro post do ano no blog e eu estava pensando em escrever algo porém sem ideia :/ , foi aí que entrei em um projeto onde tenho que escrever algo aí já tinha essa ideia e realmente eu sempre dizia para as pessoas sobre esse assunto do que eu falaria para mim mesmo no passado nessa faixa de idade! Então vamos lá...





Nossa foi rápido ter chegado até aqui... Hey estou vendo ele ali, deitado no chão vendo o nada, é continua a mesma criança, miúdinha, magrinha, cabelo escuro como um céu sem estrelas com o corte de tijela escorrido até a nuca, e com os dentes com o aparelho móvel, talvez tenha chegado do dentista, pera aí vou fazer cócegas nele, pois nem vai se importar apenas vai rir!

- Hey kazinho, tudo bem com você?

-Oi menino - rindo eufórico -Estou bem, acabei de voltar do dentista, só estou com uma dorzinha no dente, mas já já passa :3.

- Que bom, kah, sabe, eu lembro quando eu também usava, mas não dei continuidade com o tratamento, ajudou muito, mas agora está bem melhor, tem uns errinhos aqui e ali mas nada de mais! Como foi o seu dia??

Ahh foi bom, fui com a minha mãe no dentista, não tenho aula porque tô de férias, é bem legal, posso brincar com os meus coelhinhos novos, sinto falta da Princesa, não consigo acreditar que eu matei ela!

- Você não matou ela, apenas deixou ela no sol, sem informação de nada, não se culpe, eu sei que você adorava ela, eu mesmo tive 27 coelhos e não dei conta tive que doar a maioria, tive também hamster e um deles morreu, sinto falta... 
 Eu estava olhando para o quintal e a casa inteira, tendo nostalgias de como era brincar o dia inteiro e não se importar em estar sujinho, fiquei olhando freneticamente pra ele observava os seu jeito delicado me olhando de volta...

Sim , por quê tanto olha eu?- Perguntou o menino me encarando com um olhar sem julgamento.

- Ahh sei lá, é que você me faz lembrar uma pessoa que eu acostumava ser.

-Nossa ele se parece comigo? Que eu sei não sou gêmeo de ninguém. Só tenho um irmão mais novo!--Respondeu ingênio.

- Eu sei ka, eu espero que você aproveita muito a sua juventude,brinque muito, procura estudar bastante,treine bastante em desenho, sei que você tem um potencial, não fique triste em pessoas ficarem te julgando por algo que você não entenda, porque eles que são o erro da questão, procure em ser essa pessoa boazinha, comportada e doce que você é, você sabe que todos da rua gosta da pessoa que você é.

Eu sei disso, quantos anos você tem? Parece um adulto falando, só que bem pequeno. 

- Eu tenho 8 anos à mais que você. Sim sou bem pequeno um pouco maior que você eu acho vamos nos medir?

Quando nos medimos não tinha muita diferença ele batia no meu ombro, parecíamos dois irmãos.
 
- Posso te contar um segredo? - Disse pra ele com um olhar meio assustado.

Pode.

- Eu sou você do futuro!

Nossa, eu vou ficar assim?- Disse o menino assustado!

- Nossa Kalyl calma aí, vc tá assustado por quê, eu estou com 16 anos, e quando você completar doze anos o seu corpo vai mudar muito, inclusive o cabelo, vai ficar com um aspecto sem formato, vai ter espinhas muitas espinhas, cravos só agora porque né, você pensa que vai ter esse rostinho de veludo? Sem espinhas,o nariz pequeno, e esse cabelo liso ao extremo, ahh não vai não, se eu fosse você começaria a cuidar mais do seu corpo inclusive do cabelo sério eles vão mudar.

Mas seu cabelo está liso, tá com mechas, e as pontas fazem curvas...

- Claro né, cortei muito na máquina, se eu soubesse que teria acontecido isso jamais teria feito isso, apenas cortar na tesoura, mas nessa época não tinha conhecimento... que raiva, quer que eu te mostre uma foto sua com 12 anos?- Tirei o celular do bolso e mostrei pra ele.

Meu jesus, que que é isso, é feio, vou ficar assim?- Olhava com um olhar de desespero- Não quero ficar assim!

- Mas vai ficar, são os hormônios, olha pelo menos você vai ficar assim mais pra frente, igual à mim, mas jamais lasque química no cabelo porque senão seu cabelo vai ficar um lixo!

Aham, agora estou com medo de crescer!
- Não tenha, querido, você terá a Lana Del Rey, para te fazer feliz.
 
Quem é essa?
 
- É uma cantora alternativa que eu acompanho desde os 13 anos, ela existe mas como nome original, uma música que gosto muito é Carmen, você também vai gostar, ela vai ser única, aliás nos seus 15 anos vai aparecer alguém, então é melhor você se guardar.
Vou continuar inteligente? 

- Sim, mas suas notas vão cair um pouco, você não vai mais se esforçar igual antes, mas vai conseguir chegar no ensino médio sem ter reprovado nenhuma vez, claro estou falando isso mas não é pra você se desleixar é apenas pra você ter um conhecimento, não quero que entende de outra maneira tudo isso...

 O menino escutava, escutava com os olhos vidrados parecia acreditar em cada palavra que eu contava.

-Meu pai algum dia vai voltar pra casa?

-Não ele nunca vai voltar, e você lá no futuro não vai morar com ele, mas seu irmão vai ir pra lá, sem pensar duas vezes.

Hey Kalyl do futuro, eu vou continuar sendo chamado de
 "viadinho, mulherzinha, gaysinho, boiola"?- Dizia ele cabisbaixo, mostrando estar triste pela pergunta atual e pela resposta anterior.


- Vai , infelizmente vai, você vai sofrer muito preconceito ainda, sei que dói muito essas palavras, mas vai ser o errado mesmo estando certo, vão tentar te derrubar, mas você vai continuar de pé e mostrar que você é capaz, claro você vai tentar ficar na sua, mas isso não vai adiantar, você vai se tornar um fucking extremista, mas não aconselho, não compensa, prefiro que vá em uma psicóloga e bote tudo o que sente pra fora. Hey Kalyl tente não seguir o que as pessoas querem  que você seja por favor não de esse trabalho, você vai perder muito tempo,  seja sempre você mesmo, não mude pela opinião alheia, elas não vão fazer diferença na sua vida, não perca muito tempo chorando, eles não merecem isso, chore por determinação e conquista, sua essência é ser original, muitos tentaram te imitar, não ache isso errado, isso é reconhecimento por algo que está mudando a forma de pensar de alguém que está com sede, não se iluda jamais, se vier alguém querendo se aproveitar de você, tenta sair o mais rápido possível, pois tem muito pedófilo na internet, e inclusive daqui uns meses, vai aparecer um homem bem estranho no portão da sua casa, fique atento e avise para a sua mãe. 


Lá no fundo uma voz bem aguda, parecia ser de uma mãe chamando o seu filho para entrar dentro de casa.

-Vish tenho que ir, nunca vou esquecer das palavras que você disse para mim!

- Okay sem problemas mas lembre-se de uma coisa, Tem algo aí dentro de você que te deixa pensativo, não se reprima, saiba que isso sempre foi normal, você nasceu assim! Tchau, se cuida, vou estar te esperando no outro lado.
 

E foi assim que me despedi dele, minha essência foi se dissolvendo aos poucos enquanto eu ouvia ele dizendo para a sua mãe fitando-a de alegria:
"Eu posso ser o que realmente sou, porque o diferente faz a diferença!"


Gente esse foi o post de hoje, bem sei que foi muito fictício e tals, mas foi a única forma que pensei que deveria ser feita não esqueça de deixar um comentário do que achou... Tchaau... Até o próximo post pessoal





9 comentários:

  1. Amei seu post *--* Ficou ótimo, viajei...
    Foi emocionante ler, sério...
    Essa imagem da Katy Perry junto com a frase ficou perfeita... E essa de você agora com você pequeno também!

    Post sensacional, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Huahuahua, eu estava meio KatyCat hahaha, poderia muito bem escrever uma carta, mas decidi fazer em dialogos hahaha para poder prender mais o leitor, e com as gifs ficaram chocantes porque lembrei do Wide awake aí iria ficar sensacional, eu sempre quis juntas imagens de mim criança comigo agora kkkk. Obrigado por ter lido e viajando no estilo bem psicodélico hahahacomo criar blog

      Excluir
  2. Adorei seu post e é verdade que eu teria feito muita coisa diferente se meu eu de hoje tivesse falado com quem fui quando era criança!
    Adorei a sua ideia e o diferente faz a diferença!
    Beijos,
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha, obrigado Ana por ter gostado da ideia e do post, achei bem interessante ter feito ele desse jeito e também ter deixado algo para o final :D
      Grato pela presença :)

      Excluir
  3. Gostei muito do post! Bem diferente e criativo. Eu falaria muitas coisas para mim mesma, se pudesse :( . Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yaoi Karen, que bom que gostou do post, realmente se pudesse falaria muitas coisas para mim mesmo também, rs, muito obrigado pelo elogio e pela visita.
      Tchauu.

      Excluir
  4. hAHAHAHHA, que legal! viajei no tempo lembrando da minha infância <3
    www.polyannacardinot.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yaoi Polyanna fico grato por ter gostado haha :D

      Excluir